Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Mulher, Livros, Cinema e vídeo

Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Meu linked in
SINCOPSE 8:)
Irmaos.com
Dicionário
Flog da Ana
Flog da Mirley
Provocações
Um blog útil... Ou quase isso!
Janela dalma
Purrinhola







Tempo

 

O tempo é uma coisa que eu não entendo. Você acorda, está chovendo horrores, tudo escuro e tals. Você coloca um casaco e sai de casa com o guarda-chuva. Dez minutos depois, faz um sol de rachar. Não entendo essas variações bruscas. Sério. Agora, eu não fico por aí comentando “tá chovendo muito, né?” “na tv disseram que ia abrir sol” e outras frases do gênero. Taí um troço irritante: gente puxando assunto, falando sobre... O tempo! Basta você entrar num elevador, subir no ônibus ou ficar em um local com desconhecidos. Querem falar. Há uma necessidade imperiosa. Na falta de um tema interessante, sempre usam o tempo. Irritante. E sempre, SEMPRE se referem ao tempo como “louco”, “maluco” e afins. O tempo nuca está normal para as pessoas. Nunca. Para aguentar as agruras cotidianas, penso em algumas respostas enquanto para essas situações.  

 

“É, tá fazendo sol, né?”

“Não no planeta de onde eu vim.”

 

“É... De manhã estava chovendo e agora está fazendo sol. Tempo maluco!”

“Maluco mesmo. Não teve nem um show de pirotecnia no interstício!”

 

“Engraçado, na televisão disseram que ia chover na quinta feira.”

“Engraçado? Hilário pra caramba! HAUHAUAHAUHAUAHUAHAUAHUAHUAHUAHHUAHUAHA!”

 

“Tempo doido, né?”

(sussurrando) “Doido?! Quem te disse que eu sou um ser doido?!” (gritando e ameaçando bater na pessoa) “MEU PSIQUIATRA LIGOU PRA VOCÊ?! FALA! FALAAAA!”

 

“O tempo tá feio, né?”

“Não tanto quanto você.”

 

“Detesto tempo fechado”

“Detesto quem não consegue manter a boca aberta dentro do elevador e vem com esse papinho de tempo...”

 

“Tempo maluco!”

“Olha aqui, maluco é a mãe, hein?! Eu tive alta da clínica! Disseram que eu já estava curada da minha desordem mental.”

 

“Tá quente demais hoje, não?”

“É comum sentir calores na menopausa, senhora.”

 

“Tá sentindo frio, não? Hoje o dia está horrível.”

“Na minha terra, ursos polares e criogenia são coisas comuns.”

 

“E o tempo, hein?”

“Carambaaaaa! Eu soube. Bafão, hein? Ba-fão! Pior é que foi um escândalo isso, vazou e tudo. Não se pode mais confiar em ninguém atualmente.”

 

 

Essas pessoas deveriam passar um dia em Curitiba. Meu, um dia em Curitiba muda a sua concepção sobre o tempo. Lá chove, faz sol, neva, cai granizo (se bobear, até granito), venta pra caramba em um período de 10 minutos. Bizarro. Tenho pena dos noticiários locais que precisam passar a previsão do tempo para aquele lugar.



 Escrito por Sara 8:) às 5h02 PM
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]